terça-feira, 18 de novembro de 2014

A gaiola das certezas!



Pois é queridos pais e mães de anjos, nossa vida daqui pra frente se baseia nas incertezas, o que conforme o texto acima não é uma coisa ruim...
Na gravidez da Ceci não tinha medo algum, nunca tive dúvidas sobre a saúde da minha pequena, e mesmo com ela na UTI sempre tive certeza que a traria pra casa, talvez por isso o golpe de te-la perdido tenha sido tão cruel. Meu mundo caiu, minhas certezas desmoronaram e simplesmente não sabia mais o que fazer da minha vida.
Durante meses fiquei em algum lugar que nem eu conhecia, num escuro... num vazio completo. Com o passar do tempo fui me habituando com essa sensação de impotência perante as leis divinas e entendendo que não podemos mudar os fatos, ou concordamos com eles e seguimos a vida, ou brigamos com eles e nos tornamos pessoas amargas e eternamente tristes.
Por isso agora estou mais tranquila com a "ausência de certezas, com o vazio do espaço". Claro que grávida novamente tenho muitos medos, traumas que tento vencer principalmente agora no último trimestre de gestação que se aproxima, mas se antes tinha tantas certezas e nada deu certo, talvez agora com tantas incertezas e medos as coisas darão certo.
A única coisa que tive e tenho certeza é que não podia desistir do meu sonho de ser mãe novamente, mesmo que pelo lindo gesto de adoção. Se não tentasse, mesmo com o medo, estaria presa em uma gaiola, que conforme o autor acima, é onde as certezas moram!

Só para constar eu e o Gabriel estamos indo bem... ele crescendo e a mamãe dele cada vez mais preocupada. Mas faz parte, estranho seria se eu não ficasse assim não é! Já estou fazendo US Doppler e monitorando a pressão. Se Deus nos permitir estaremos nos vendo pela primeira vez daqui a dois meses e meio, até la muita oração e fé.
Fiquem com Deus
Ps: na foto o Gabriel com 24 semanas de gestação