sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Saudade da pequena "dama da noite"



Ontem foi o dia da saudade, se é que para mães de anjos podemos dizer que um só dia do ano é reservado pra isso. Acredito que para todas nós sejam 365 dias ao ano.
Ontem ao sair de casa para trabalhar percebi uma linda flor no meu jardim, era uma flor muito grande (quase 30 cm de diâmetro), oriunda de um cactos muito sem graça. Não conheço muito sobre plantas, mas estou me interessando pelo assunto pois agora moro em uma chácara. Pois bem, quando vi aquela linda flor as 07:30 da manhã me deu uma súbita vontade de chegar perto e apreciar. Já estava no carro, desci e fui la tirar fotos dela. Quando cheguei no trabalho e mostrei, uma conhecedora de plantas me disse que achava se tratar de uma "dama da noite". Uma flor de cactos que pode demorar anos para florescer e quando florescem duram apenas uma noite. Fiquei intrigada e fui pesquisar e encontrei isso:

"A  flor do Hylocereus undatus tem hábitos noturnos, desabrocham ao anoitecer e ficam abertas até o nascer do sol." 

Nunca tinha visto uma flor tão linda e pensei que era uma pena ela durar tão pouco.  Cheguei em casa ansiosa para ver se ainda havia restado alguma, mas não... realmente elas duram apenas algumas horas. Isso me fez lembrar minha pequena, a coisa mais linda que eu já vi, mas ficou tao pouco conosco. Minha pequena Cecí também poderia ser chamada de pequena "dama da noite", pois nasceu em uma madrugada (11/04) e foi embora em outra madrugada (30/04).
A vida da flor "dama da noite" e da minha pequena são muito parecidas, lindas, majestosas, encantadoras, pararam meu olhar e meu coração no minuto em que as vi pela primeira vez. 
Porém, o momento com elas foi tão breve, viveram tão pouco, assim como as mais belas coisas da vida, mas o tempo ao lado delas foi suficiente para ambas se tornarem inesquecíveis para mim!

Te amo minha pequena flor "dama da noite"


Saudade

Na solidão, na penumbra do amanhecer 
Via você na noite, nas estrelas, nos planetas, 
nos mares, no brilho do sol e no anoitecer
Via você no ontem, no hoje, no amanhã...
Mas não via você no momento.
Que saudade
                                                                                 
                                                                              (Mário Quintana)

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

"Para além do sofrimento"


Boa tarde queridos pais de anjos e amigos....
Gostaria de dividir com vocês um capitulo de um livro que estou lendo. Este capitulo é muito explicativo e nos alerta sobre os perigos da dor em decorrência de uma perda. É um livro espirita, mas este capitulo se refere apenas aos sentimentos e atitudes dos que aqui ficaram, muito útil para nós pais de anjos.
Espero que gostem!!! Beijos