sábado, 28 de dezembro de 2013

Fim de 2013... feliz 2014

"Adeus ano velho, feliz ano novo..." aaa como eu esperei pra cantar essa canção. O ano de 2013 foi um ano muito difícil, com muitas perdas, muitas tristezas. E não digo isso só por mim, minha cidade (Santa Maria) passou o ano praticamente de luto. Mais de 200 famílias perderam seus jovens no incêndio da boate Kiss. Minha família não não conhecia nenhuma vitima, mas choramos junto com os seus familiares já no primeiro mês de 2013... é JANEIRO foi um mês cinza por aqui. O fevereiro foi muito difícil, tristeza pelas ruas, pais ainda lutando pela vida de seus filhos nos hospitais e ainda mais jovens partindo para os braços de Deus. Neste mês de fevereiro passamos também em um hospital, minha amada vó (que adorava ser chamada de Mariquita) internou para um exame que resultou em complicações. Ôh FEVEREIRO... nem sabíamos o mais vinha por ai. Em MARÇO minha Mariquita nos deixou, quanta tristeza.... ela era o nosso SOL e nossa LUA. Não sabíamos como viver sem ela. Todos então pensaram na minha pequena que estava por vir... "temos ser fortes, a Cecília vai iluminar novamente essa casa", pois é, mas a história não foi bem assim. No inicio ABRIL tivemos um grande susto, minha pequena viria antes do tempo e no dia 11 de abril nasce minha maior preciosidade... Cecília, um anjinho que iria nos trazer novamente a alegria. E realmente trouxe, pena que foi por tão pouco tempo, apenas 19 dias. Neste mesmo mês nossa pequena decidiu ir ao encontro da bisa que tanto a amava. MAIO... pra ser bem sincera com vocês, nem sei como foi, não sei como sobrevivi naquele mês, estava fora de mim, pensava estar vivendo em um pesadelo que logo iria acordar. JUNHO perdemos nosso cachorrinho o Pudim, AGOSTO perdemos nossa égua a NEGRINHA. Nesse meio tempo ganhamos do meu pai uma cachorrinha para nos fazer companhia... a Florzinha. Uma cadelinha amável, carinhosa e que realmente nos trouxe um pouquinho de alegria, porém a Florzinha também nos deixou em NOVEMBRO.
Nesse tempo todo, lutei contra insônia, tristeza, raiva, revolta e o principal... o medo. Medo de perder algo novamente. Sempre que pensava: agora não falta nos acontecer mais nada! Lá vinha mais uma. Ah 2013... um ano para ser esquecido, se é que isso é possível!!!!
Porém como dizia minha vó: "tudo depende de que angulo você olha". Neste mês de DEZEMBRO tentei ser otimista e ver as coisas boas que me aconteceram... coisas boas???? Sim... coisas boas.
Percebi como tenho amigos e diga-se de passagem...bons amigos. Minha pequena teve que nascer em outra cidade e fomos amorosamente acolhidos por amigos que enfrentaram toda essa luta conosco. A " tia Carla e o tio Guilherme" acompanharam os dias da minha Cecí como se fossem realmente tios de sangue dela. Vibravam com a gente e cada grama que ela engordava. Fora nós, os pais, foram os que mais visitaram nossa pequena. Verdadeiros irmãos durante aqueles maravilhosos e angustiantes 19 dias. Choraram conosco quando ela partiu, nos acompanharam nos momentos mais difíceis.. certidão de óbito e enterro. Pessoas viajaram quilômetros para ver a pequena Cecí... o vovô João, a dinda Tici e o dindo Andrey, mesmo os que não conseguiram ver a pequena viajaram para nos apoiar, a tia Shana e a tia Gi. Não posso esquecer as mensagens pelo Face e todas as orações dedicadas a nós... realmente sentíamos todo esse amor e carinho. E nessa parte já nem posso citar nos nomes pois foram tantos. O apoio que tive dos colegas de trabalho, tantas pessoas, amigos, familiares que nos apoiaram tanto pela internet e mesmo quando voltamos a Santa Maria. Queria que meus amigos soubessem que moram no meu coração. Obrigada por todas as mensagens, recados e ligações que recebemos neste ano e me perdoem se ainda não retribuí, não fui visita-los, posso dizer que ainda estou me recuperando, mas nunca vou esquecer o que vocês fizeram e fazem por nós.
Também não posso esquecer minha mãe, amiga e companheira. Dividi e ainda divido com ela toda a minha dor e sei que ela, infelizmente, a sente. No meu desespero ela me disse uma frase que eu nunca vou esquecer: "Filha, eu sinto em dobro tudo o que tu está sentindo, pois perdi minha mãe minha neta e estou vendo minha filha sofrer." Mãe quero  que tu saiba que não sei como enfrentaria tudo isso sem você. Meu desejo sempre foi ser pra Cecília ao menos um terço do que você foi e é pra mim. Acho que dei o meu melhor pra minha pequena no tempo que pude e se fiz isso é porque tive a melhor mãe do mundo que me ensinou o que é amar.
Também notei outra coisa boa nesse ano... meu marido. Não que eu eu não soubesse disso antes, mas é nessas horas que percebemos como as pessoas são maravilhosas do seu jeito de ser. O Alisson foi o melhor pai que eu conheci. Nunca saia de perto da pequena Cecí, era o único pai da UTI que estava com ela sempre no colo. Me tranquilizava nos meus momentos de insegurança na hora de deixa-la nos hospital, mesmo ele também estando inseguro. Me consolava quando nossa pequena partiu, mesmo querendo no fundo chorar e gritar mais alto que qualquer um. Ah meu marido, meu amigo, meu companheiro... sempre pronto pra me escutar quando eu queria desabafar, quando queria chorar ou quando queria apenas ficar sozinha. Descobri que escolhi o melhor pai para meus filhos e o melhor marido do mundo. Obrigada pela filha linda que tu me deste e pelo amor que me conforta tanto.
Depois desse ano percebi que "a vida é mesmo coisa muito frágil, uma bobagem uma irrelevância, diante da eternidade e do amor de quem se ama" (Nando Reis).  No sentido literal da frase.
Percebi que este ano me tirou muita coisa, mas me deu a chance de olhar para os lados e perceber como fui abençoada por ter tido a melhor vó do mundo, por ter minha filha nos braços, mesmo que por pouco tempo, mas suficiente para ser inesquecível. Por ter os amigos que tenho, a família que tenho, a mãe maravilhosa que Deus me concedeu e por ele também ter posto meu marido no meu caminho. Tudo isso foi e ainda está sendo muito difícil, mas seria quase impossível de sem eles.
Que 2014 nos mostre mais, nos faça crer, ter mais fé no mundo e nas pessoas, acreditar que realmente tudo pode ter um lado bom.
Que 2014 nos traga amor... muito amor, pois o resto passa, acaba, só o amor permanece perante toda a eternidade! Te amo eternamente minha pequena Cecí!

Obrigada a todos vocês que fizeram parte a minha vida este ano.
Feliz 2014


quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Apoio aos pais que perderam seus filhos


Queridos amigos... me emocionei muito ao assistir esse vídeo. É de uma sinceridade e verdade profunda.
 "Quem perdeu um filho tem a alma amputada". Essa frase descreve exatamente o que sentimos, mas ela ainda cita outra: "não desista de viver, olhe para os lados e perceba que ainda há vida nos que te amam". Texto lindo... vale a pena ler!

http://www.youtube.com/watch?v=whQiDUVgEL4


A mamãe sempre vai te amar minha anjinha linda e não esquece de cuidar da Florzinha, nossa cadelinha que tanto nos consolou qd você partiu, pois agora ela decidiu ficar com você.
Amo vocês minhas lindas!!!!

sábado, 14 de dezembro de 2013



Recado para mamãe de anjo:

Mamãe tenho visto suas lágrimas e me entristeço de te ver assim. 
Você não sabe que o Papai do Céu tem cuidado de mim? 
Eu sei que você queria muito que eu estivesse juntinho de você, eu também gostaria de receber seus carinhos, seus beijinhos o seu amor. Se eu estivesse aí mamãe eu não seria uma criancinha normal como você imagina, pois a minha saúde não era perfeita, eu iria lhe causar muita tristeza, pois eu seria muito doentinho(a), você não teria tempo para mais nada, nem mesmo para se alimentar direito. Eu iria ficar mais tempo internado(a) no hospital do que em casa. Os médicos iriam encher meu corpinho de picadas de agulha, meus olhinhos iriam derramar muitas lágrimas de dor. 
Papai do céu me ama muito, pois Ele me fez a sua imagem e semelhança Ele não queria me ver sofrer assim, por isto Deus me levou para morar com Ele. No céu mamãe não tem choro, não tem tristeza não tem dor. Você não seria tão egoísta a ponto de querer que eu estivesse ao seu lado mesmo sofrendo, seria? Acredito que não, não é mesmo mamãe? 
Eu estou muito feliz aqui, os anjinhos do céu brincam o tempo todo comigo, existe um grande jardim com flores de todas as cores que exala o mais delicioso perfume. Estou enviando um anjinho da guarda para confortar seu coração, ele vai te acompanhar até que você esteja melhor. Mamãe eu quero ver você sorrindo novamente, a minha ausência não é o fim, é apenas um breve intervalo. Um dia a gente vai se encontrar, eu vou poder te abraçar e seremos muito felizes, eu, você e o papai na eternidade. Você não pode morrer junto comigo, se assim fosse o papai do céu teria levado você também, se Ele te deixou na terra é para você continuar vivendo, fazendo planos, e quem sabe arrumar outro irmãozinho ou irmãzinha pra mim. 
A vida é tão linda mamãe, olhe ao seu lado e veja tudo de bom que o papai do céu fez para você: 
• Fez o sol para te aquecer; 
• Fez as flores para perfumar o seu jardim; 
• Fez as borboletas para enfeitar a natureza; 
• Fez a chuva para derramar gotas de alegria sobre a terra; 
• Fez a semente para germinar esperança no seu coração; 
• Fez os pássaros para voar como os anjos no céu; 
• Fez as estrelas para iluminar a sua noite; 
• Fez o arco-íris com todas as cores para dar mais cor a sua vida; 
Todas estas coisas somente Deus pode fazer, e somente Ele pode devolver para você a alegria de viver novamente, basta você acreditar que Ele existe. Deus é amor mamãe Ele só quer o seu bem e o meu também. Não pense que Deus te abandonou, que Ele não ouviu suas orações, Ele ouviu sim, mas Ele te poupou de uma dor ainda maior, a dor de ver seu próprio filho sofrendo. 
Deus te ama mamãe, com o tempo você vai se conformar e vai lembrar-se de mim não com tristeza, mas com saudades. 
Até logo mamãe, eu te amo e sempre te amarei. 
Não chore mais.


Vou tentar chorar menos e sorrir mais por ti minha pequena... te amoo

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Que venha 2014 logo!!!!


O que podemos dizer do Natal e do fim deste ano.... posso dizer que sempre fui uma pessoa que amou o Natal. Sempre eu quem arrumava a ceia, a árvore, os presentes, mas vou confessar que este ano esta sendo bem difícil pensar em fazer isso. Decidi que ia fazer, mas depois desanimei, pois pensava como ter vontade de fazer isso sem minha princesinha... tudo ficou tão "cinza". Ai meu marido percebeu meu desânimo e um dia quando cheguei em casa la estava a árvore de Natal com luzinhas brilhantes. Decidi rever meus conceitos e TENTAR. Não sei como vai ser, não sei o que vou sentir, não sei se vou chorar, mas só vou saber se tentar. As opções não são muitas, ou eu tento ficar bem e aproveitar o amor com minha família ou eu me tranco no quarto e choro a noite inteira.... a primeira opção me pareceu melhor não é?!
Já a virada de ano espero com muita esperança. Esperança de um ano melhor, esperança de esquecer tudo o que nos aconteceu (só não da minha pequena é claro), esperança que um dia a dor alivie e eu consiga lembrar de tudo isso só como um sonho bom... um sonho no qual conheci um anjo, o mais lindo de todos, que me trouxe a dor de sua partida, mas me deixou o AMOR MAIOR DO MUNDO.
Outra pessoa que este ano me roubou foi minha avó amada. A pessoa mais alegre que eu conheci, minha vó, minha mãe, minha amiga... quantas saudades. Mas espero que ela esteja la no céu cuidando da minha pequena e lhe ensinando tudo o que me ensinou. Essa minha "véinha" era uma escritora maravilhosa e depois que elas partiram eu encontrei em meio às suas dezenas de cadernos uma carta que ela deixou para nós (eu e meu marido). Uma carta que ela escreveu em dezembro de 2010, mas que nunca nos entregou. Agora entendo o porque. Não iriamos entender naquela época o verdadeiro significado de suas palavras. Depois de tudo que nos ocorreu, aquela carta lida na hora certa, nos mostrou que anjos da guarda e amigos superiores existem, nos auxiliam e nos confortam através de coisas que nem imaginamos. 
Esta é a carta: 
Monique e Alisson
Alguém afirmou isso: que amar é estar em comunhão consigo mesmo, com seus projetos pessoais com a humanidade, com o universo e com Deus. Verdadeiramente Deus é um Deus de vitórias e alegrias, quando ele manda as coisas acontecem. Portanto amados sejam felizes e deixem que o riso e a alegria tomem conta de vocês fazendo-os alegres e felizes.
Monique e Alisson estendam seus sorrisos pelos caminhos de suas vidas no dia a dia tornando-os alegres e perfumados.
Este recado é para ti Monique: vá firme na direção de suas metas porque o pensamento cria, o desejo atrai e a fé realiza.
Este é para ti Alisson: não fuja de si mesmo, seria o maior erro. Ai dentro de ti estão as coisas mais lindas da vida, pelas quais vale a pena viver.
Para encerrar deixo essa mensagem de alguém que sentia a vida como um lindo jardim:
“Ponham flores nos seus corações. Ponham muito sol no seu jardim interior e vocês sentirão que a primavera desabrochará também em suas vidas.”
Beijos da vó que os abençoa em nome de Jesus

Glecy-paz    
25/12/2010

Incrível né? Parecia que ela sabia que um dia essa carta iria cair em nossas mãos e no exato momento em que mais sentiriamos sua falta para nos consolar. 
Muitas saudades das minha duas "gringuinhas" amadas... que vocês estejam bem e ao lado do nosso pai. Essa é a única foto que tenho com as duas juntas... Cecí na barriga e minha véinha. 

Vó e Cecí... AMO VOCÊS PRA SEMPRE!!!!

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Mais uma vitória

Gosto de pensar que tudo que faço é uma vitória... desde levantar da cama. Mas no último final de semana considero que dei um passo gigantesco...
Nos últimos dias andava muito deprimida, com insônia, vontade de chorar e um certo desespero interno (se é que vcs me entendem). Minhas duas irmãs grávidas e todo o pânico de acompanhar uma gestante, ver um bebê e não transparecer o tamanho da minha dor ao ver meus sobrinhos qd nascerem e lembrar da minha princesinha.
Até recebemos um convite para uma  viagem com amigos. Fomos visitar uns parentes, quando chegamos lá tinha uma menininha de 2 meses. No início (vou confessar) não conseguia chegar perto do bebê  e isso ocorre desde de que minha pequena partiu, quem é mãe de anjo sabe o pq chegar perto de uma gestante ou de uma criança que lembre a idade da nossa dói tanto. Não é inveja, é "apenas" DOR... como se revivescemos tudo de novo.
Mas enfim, saímos de la e fomos convidados para um jantar e eu sabia que a criança iria estar la. Minha vontade era não voltar, não ver, mas me obriguei a ir afinal minhas duas irmãs estão grávidas e vou ter que enfrentar isso de alguma forma. Fui... chegando la fiquei bem incomodada, não sei explicar, como disse, apenas mães e pais de anjos sabem o que isso significa. Percebi que meu marido também não se sentiu a vontade, mas como as pessoas não esperam reação de um homem frente a um bebê acho que passou mais despercebido. Quase no final da noite dei o primeiro de muitos passos que vou ter que trilhar... fui ver e falar com aquele lindo bebê que também assim como a minha anjinha era uma menina. Foi maravilhoso, pq ela ficou toda faceira me olhando e lembrei da minha pequena qd me olhava e isso não me entristeceu, pelo contrário, me senti uma vitoriosa!!!
Acho que a cada passo vamos crescendo e percebendo que as coisas a nossa volta não acontecem para nos atingir, mas sim para que possamos passar por elas e carregar uma lição e uma vitória de cada etapa. Só o fato de conversar e olhar para um bebê me mostrou que eu posso muito mais e que só descobrimos o tamanho da nossa força quando realmente precisamos dela para sobreviver.
Desejo a essa e a todos os bebês e gestantes que conheço muita saúde e paz... aproveitem seus filhos e sua gestação o máximo possível, cada etapa é única e incrivelmente maravilhosa! Agradeço muito a Deus pelas 32 semanas em que ela esteve na minha barriga e pelos 19 dias que pule olhar pra ela, pega-lá no colo e acaricia-la e espero nunca esquecer destes momentos tão especiais.

Esse coração  a mamãe fez na praia meu amor.. só pra demostrar que nuca, onde quer eu vá, vou esquecer de você minha princesinha!!!
Te amo Cecília.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Exemplo de força


Vejam queridas mamães e papais de anjos essa entrevista que a Cissa Guimarães deu sobre sua peça de teatro e como isso a ajudou a lidar com a dor. Ela que perdeu um filho, com 18 anos de idade, sabe o que é essa dor, e de uma maneira alegre e animada fala sobre isso.
Uma frase dela que achei mto interessante é: "não tenha vergonha de voltar a sorrir". Eu mesma me sentia culpada e envergonhada por sorrir e parecer feliz em raros momentos, mas não podemos ter vergonha disso. Como ela mesma disse na estrevista :"não podemos alimentar o casulo da dor".
Em minha cidade mais de 242 mães perderam seus filhos este ano (as mães da tragédia Kiss), todos estes pais e mães encontram-se em constante luta. Então vamos voltar a sorrir, trabalhar, viver, pois é isso que nossos anjos querem de nós.
Nos escolheram porque sabiam que eramos fortes e assim devemos ser!!!

http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/jornal-do-almoco/videos/t/santa-maria/v/cissa-guimaraes-no-ja/2905270/

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

As mães de Chico Xavier (filme)





"Chico Xavier revelou a milhares de mães a existência de um sentimento maior do que a perda de um filho: a certeza de que ele continua vivo!"

http://www.youtube.com/watch?v=FdWSi6BDMYM

Filme lindo e que nos conforta, pois imaginemos nossos anjinhos vivos, saudáveis e alegres em outra dimensão!!!
Outra frase que Chico cita no filme é: "a saudade é uma dor que fere os dois mundos". Então tentemos lembrar de nossos anjos com alegria e esperança de que um dia nos reencontraremos.

CECÍLIA AMOR ETERNO


quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Há 5 meses um anjinho caiu na terra




Hoje minha anjinha completaria 5 meses. E por mais incrível que possa parecer estou bem e tranquila. Meu coração está em paz. Estamos recomeçando, mas sempre vamos lembrar que a 5 meses atrás um anjinho esteve  na terra e ensinou para o papai e para a mamãe o verdadeiro sentido da palavra AMOR! Acredito também que além do papai e da mamãe, muitas pessoas aprenderam um pouquinho com a vinda Cecília. A vida é curta e precisamos nos melhorar a cada dia, amar incondicionalmente, ser mais compreensivo, menos agressivo, mais caridoso e menos orgulhoso.
“Lembraremos sempre de um anjo que esteve ao nosso lado... um anjo alegre, feliz e livre!”
Cheguei no trabalho e abri um livro que dizia o seguinte:

Quando atravessamos períodos sombrios e difíceis, aguardamos com ansiedade o momento em que encontraremos alívio da pressão e da angústia, veremos a cura e ficaremos livres da tristeza e da dor. Pedimos a Deus continuamente que remova nosso desconforto. Mas, enquanto esperamos por essa mudança Deus quer que tenhamos certeza de sua presença. Podemos encontrar sua luz na noite mais escura. Não se preocupe, portanto, em ver ou entender o que o futuro lhe reserva. Ainda que você não consiga enxergar claramente o que há pela frente, Deus quer que você confie nele enquanto ele a conduz. E não se preocupe demais em entender perfeitamente o passado. Agora, você tem o Senhor. Ele é a luz. O resto é secundário.

“Senhor, faz-me crescer em teus caminhos e conduze-me à tua vontade. Fortalece-me de modo que eu não vacile nem duvide. Ajuda-me a confiar na luz de tua palavra mesmo nas noites mais escuras de minha alma.

Oro para que meu coração esteja aberto para teu ensino, reconheço tua mão em minha vida e absorva toda a tua instrução. Ajuda-me a confiar no teu tempo. Cria em mim uma fé inabalável para que, ao andar contigo eu não duvide de teus caminhos nem de teu amor. "

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Lembranças

Relembrar

Neste fim de semana voltamos a cidade onde deixamos nossa pequena, não foi fácil!!!
Muitas lembranças, muita saudade, mas a companhia da vovó da Cecília e de amigos maravilhosos, tornaram tudo isso menos doloroso.

Tentamos sorrir ao máximo e chorar menos pois sabemos que cada sorriso nosso te deixa mais feliz minha filha. Fica em paz meu anjinho lindo, porque a mamãe e o papai vão sempre te amar e nunca ... jamais te esquecer.

Vento no litoral
(Legião urbana)

De tarde quero descansar
Chegar até a praia e ver
Se o vento ainda está forte
E vai ser bom subir nas pedras

Sei que faço isso pra esquecer
Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando
Tudo embora...

Agora está tão longe
Ver a linha do horizonte me distrai
Dos nossos planos é que tenho mais saudade
Quando olhávamos juntos
Na mesma direção
Aonde está você agora
Além de aqui dentro de mim...

Agimos certo sem querer
Foi só o tempo que errou
Vai ser difícil sem você
Porque você está comigo
O tempo todo
E quando vejo o mar
Existe algo que diz
Que a vida continua
E se entregar é uma bobagem...

Já que você não está aqui
O que posso fazer
É cuidar de mim
Quero ser feliz ao menos
Lembra que o plano
Era ficarmos bem...

Eieieieiei!
Olha só o que eu achei
Humrun
Cavalos-marinhos...

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

4 meses sem Cecília aqui



Quatro meses sem meu anjo... o que dizer???
Estou bem e feliz... NÃO
A dor acabou completamente... NÃO
Esta sendo mais fácil levantar da cama e sair para trabalhar... NÃO
Já me acostumei com a saudade... NÃO
Agora já olho para uma criança com sua mãe sem sentir uma pontinha de “inveja”.... NÃO
Já consigo relaxar completamente na presença dos amigos... NÃO
Porém...
Ainda choro todos os dias... NÃO
Ainda tenho insônia todas as noites... não
Ainda acordo todos os dias penso que minha vida é um pesadelo... NÃO

 Muitas coisas passaram a ser um TALVEZ... DEPENDE... quem sabe

TALVEZ com o tempo tudo se transforme em um sonho bom
TALVEZ depois de algum tempo eu esteja contando essa história pra irmãozinho (a) dela
TALVEZ eu me torne depois de tudo isso uma pessoa melhor
TALVEZ eu aproveite e dê mais valor pra vida a partir de agora
TALVEZ meus amigos que tem seus filhos por perto reclamem menos
TALVEZ aqueles que não tem filhos comecem a pensar em tê-los

De uma coisa eu tenho certeza...
SIM... tive uma filha
SIM... ela foi o melhor presente que poderíamos ter recebido de Deus
SIM.... mudamos para sempre

SIM... vamos ama-la eternamente

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Ser mãe de anjo é...





Ser mãe de anjo é viver com a saudade que se instalou sem  permissão  e passar os dias  procurar algo para se distrair   para  ameniza lá e nada  alivia tudo leva a maldita saudade q insiste caminha juntas.

 Ser mãe de anjo é dormi rezando  pedindo a Deus que o amanhecer seja melhor do que o hoje...é acorda olhar o dia que insiste ser triste e pensar mais um dia de luta... e   anoitecer olhar as estrelas  e imaginar aquela que brilha é o meu anjo.... e ao se deitar pedir que o inverso aconteça que nossos anjos cuide e olhe por nós ... e agradecer  vencemos mais um dia sem saber quantos dias teremos q vencer mais nunca perde a esperança e a Fé q tudo passará.

Ser mãe de anjo é olhar outras criança e ver nossos anjo nela é pensar que eles estariam assim desse mesmo jeitinho.

Ser mãe de anjo é quando olhamos outras mães com seus filhos e sentimos uma dor no peito que sufoca a alma é a pergunta que não se cala  porque comigo????
Ser mãe de anjo é viver de um passado que planejamos... do presente que foi roubado....  do futuro que não existe mais....

Ser mãe de anjo é se sentir irresponsável que não se dedicamos o suficiente para proteger o filho(a) mesmo sabendo que a " vida te traiu " pois a ordem natural e os filhos enterrarem os pais...no fundo da alma pensamos  q poderia ter se empenhado muito mais....

Ser mãe de anjo é  ser diferente andando nas sombras  viver como um telespectador a vida continua e nos assistindo...

Ser mãe de anjo é ser atriz criar um personagem que se instalou no seu corpo obrigatoriamente,  sorri querendo chorar... dizer que esta bem querendo gritar não estou bem!!!... interagir com outras pessoas querendo esta no casulo da cama... sair querendo na verdade ficar em casa... tentar sonhar com um futuro inserto... com medo de fazer planos que pode se decepcionar mais com a esperança de um dia melhor.

Ser mãe de anjo são mulheres guerreira que foram do inferno ao céu ....no inferno quando descobrimos a morte e no céu acreditando onde estão os anjo que abitaram em nosso ventre.
Ser mãe de anjo é ter a esperança de um  reencontro...se empenhar a tornar  uma pessoa melhor para merecer o céu.


Ser mãe de anjo é uma vida de imaginação de mistério nada de concreto somente a Fé que existe um Deus que não nos puniu mais sim fez o melhor...e acreditar em Deus com toda as forças  para realizar um dia os nossos desejo.



Retirei esta mensagem de um blog de outra mamãe de anjo. Este texto é exatamente o que enfrentamos, tudo muito difícil, mas com muita fé e esperança.
Te amamos sempre e sempre mais minha linda!!!

"eu só quero que você saiba, que eu estou pensando em você, agora e sempre mais. Eu só quero que você ouça a canção que eu fiz pra dizer, que eu te adoro cada vez mais e que eu te quero sempre em paz!"

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Pré-eclampsia


Gostaria de contar um pouquinho do que aconteceu conosco. Minha gestação era"perfeita", fazia um pré-natal  mensal com pressão normal e todos exames de sangue, urina e US sem alterações... tudo perfeito. O que eu sentia apenas era muito enjoo, mas muitas mulheres sentem toda a gestação, entãoo não me preocupei. Até que na consulta de rotina na 32 semana de gestação o GO notou que ela tinha engordado apenas 300 gramas em um mês, então ele solicitou um Dopller. Ali o médico radiologista observou que eu estava desenvolvendo pré-eclampsia. Ela estava bem, mas abaixo do peso. Naquele mesmo dia minha pressão deu um "salto" e foi pra 22/14. Fiquei 24 horas internada até que decidiram realizar uma cesária de emergência pois a pressão não baixava com medicamentos e ela estava entrando no que eles chamam de "sofrimento fetal", ou seja, falta de oxigêneio. A Cecília surpreendeu toda a equipe médica, pois nasceu abaixo do peso (o que era esperado), mas muito forte, chorando e nem precisou de oxigênio. Ficou internada na UTI apenas para ganhar peso, estava bem por 18 dias, mas contraiu uma infecção respiratória e em 12 horas faleceu. Tudo aconteceu muito rápido. Considerava minha gestação muito saudável, peso certo, não tinha nenhuma doença antecedente, alimentação saudável, pré-natal correto.... mas isso não foi suficiente. Então resolvi pesquisar sobre pré-eclampsia, tanto perguntando aos médicos que fui depois de tudo, como pesquisando na internet. Descobri que a pré-eclampsia é mais frequente do que imaginava, perigosa e muitas vezes silenciosa (como no meu caso). Por isso vou postar dados que resgatei da internet, mas todos eu perguntei aos meus médicos e as respostas foram as mesmas. Acho que estes dados podem ser uteis para futuras mamães e também para mamães que assim como eu já passaram por isso.
bjs

"ao longo do caminho sofrerão perdas, mas estas perdas te elevarão o espirito e construirão em tua alma uma fortaleza de amor..."
Te amo cada vez mais minha pequena


A gravidez pressupõe o crescimento de um ser geneticamente diferente dentro do útero da mulher, uma vez que herdou metade dos genes do pai. Ela não rejeita esse corpo estranho, porque desenvolve mecanismos imunológicos para proteger o feto. Em alguns casos, porém, ele libera proteínas na circulação materna, que provocam uma resposta imunológica da gestante, que agride as paredes dos vasos sanguíneos, causando vasoconstrição e aumento da pressão arterial.
A hipertensão arterial específica da gravidez recebe o nome de pré-eclâmpsia e, em geral, instala-se a partir da 20ª semana, especialmente no 3° trimestre.
A pré-eclâmpsia pode evoluir para a eclâmpsia, uma forma grave da doença, que põe em risco a vida da mãe e do feto.
As causas dessas enfermidades ainda não foram bem estabelecidas. O que se sabe é que estão associadas à hipertensão arterial, que pode ser crônica ou especifica da gravidez.

Exames

O médico realizará um exame físico e solicitará testes laboratoriais. Possíveis sinais de pré-eclâmpsia:
  • Hipertensão, geralmente maior do que 140/90 mmHg
  • Proteína na urina (proteinúria)
O exame físico também pode indicar:
  • Inchaço nas mãos e no rosto
  • Ganho de peso
Também serão realizados exames de sangue e de urina. Os possíveis resultados anormais incluem:
  • Proteína na urina (proteinúria)
  • Nível de enzimas hepáticas mais alto do que o normal
  • Contagem de plaquetas inferior a 100.000 (trombocitopenia)
O médico também solicitará outros testes para verificar a coagulação do sangue e monitorar a saúde do bebê. Alguns testes que monitoram o bem-estar do bebê incluem ultrassom de gravidez, teste sem estresse e perfil biofísico. Os resultados desses testes ajudarão o médico a decidir se o parto do bebê precisa ser realizado imediatamente.
As mulheres que, no início da gestação, tinham pressão arterial muito baixa, mas apresentaram um aumento significativo, precisam ser monitoradas cuidadosamente para verificar a ocorrência de outros sinais de pré-eclâmpsia.

Sintomas de Pré-eclâmpsia

Geralmente, as mulheres diagnosticadas com pré-eclâmpsia não se sentem doentes.
Possíveis sintomas da pré-eclâmpsia:
  • Inchaço nas mãos e rosto/olhos (edema)
  • Mais de um quilo por semana
  • Ganho de peso súbito em um ou dois dias
Observação: apresentar um pouco de inchaço nos pés e tornozelos é considerado normal durante a gravidez.
Sintomas de pré-eclâmpsia mais grave:
  • Dor de cabeça constante ou latejante que não desaparece
  • Dor abdominal, sentida principalmente no lado direito, abaixo das costelas. Também é possível sentir dor no ombro direito ou confundi-la com azia, dor na região da vesícula biliar, vírus estomacal ou chutes do bebê
  • Agitação
  • Diminuição da quantidade de urina, não urinar com muita frequência
  • Náusea e vômito (sinal preocupante)
  • Alterações na visão, como perda temporária da visão, sensação de luzes piscando, auras, sensibilidade à luz, manchas e visão embaçada

Tratamento de Pré-eclâmpsia

A única forma de curar a pré-eclâmpsia é realizar o parto do bebê.
Se o bebê já estiver bem desenvolvido (geralmente com 37 semanas ou mais), o médico pode optar pelo parto para que a pré-eclâmpsia não piore. A gestante pode receber diferentes tratamentos para ajudar a iniciar o trabalho de parto ou pode ser necessário realizar uma cesariana.
Se o bebê não estiver totalmente desenvolvido e a pré-eclâmpsia não for grave, a doença geralmente pode ser controlada em casa até que o bebê tenha uma boa chance de sobreviver após o parto. As possíveis recomendações médicas para isso são:
  • Repouso absoluto, deitada sobre o lado esquerdo o tempo todo ou a maior parte do tempo
  • Beber bastante água diariamente e reduzir o consumo de sal
  • Realizar consultas mais frequentes com o médico para garantir que você e o bebê estão bem
  • Tomar medicamentos para diminuir a pressão arterial (em alguns casos)
Procure o médico imediatamente se você ganhar mais peso ou apresentar novos sintomas.
Em alguns casos, a gestante com pré-eclâmpsia é internada em um hospital para que a equipe médica possa monitorar cuidadosamente a mãe e o bebê.
O tratamento pode incluir:
  • Medicamentos administrados por via intravenosa para controlar a pressão arterial e evitar convulsões e outras complicações
  • Injeções de esteroide (após 24 semanas) para ajudar a acelerar o desenvolvimento dos pulmões do bebê
Você e o médico continuarão discutindo o melhor momento para realizar o parto do bebê, levando em consideração:
  • A proximidade da data prevista para o nascimento. Quanto mais avançada estiver a gravidez antes do parto, melhor será para o bebê.
  • A gravidade da pré-eclâmpsia. A pré-eclâmpsia pode causar muitas complicações graves para a mãe.
  • A situação do bebê dentro do útero.
O parto do bebê deve ser realizado se você apresentar sinais de pré-eclâmpsia grave, como:
  • Exames (ultrassom, perfil biofísico) que mostram que o bebê não está se desenvolvendo bem ou não está recebendo a quantidade adequada de sangue e oxigênio
  • O valor mais baixo de pressão arterial apresentado pela mãe for superior a 110 mmHg ou for maior do que 100 mmHg continuamente durante 24 horas
  • Exames alterados da função hepática
  • Dor de cabeça intensa
  • Dor abdominal
  • Eclâmpsia
  • Líquido nos pulmões da mãe (edema pulmonar)
  • Síndrome de HELLP
  • Baixa contagem de plaquetas (trombocitopenia)
  • Diminuição da função renal (pequena quantidade de urina, grande quantidade de proteína na urina, aumento no nível de creatinina no sangue)

           http://www.minhavida.com.br/saude/temas/preeclampsia

Para quem quer saber mais sobre o assunto de um ponto de vista fisiopatológico, com novos artigos sobre tratamentos e prevenções achei um site ótimo escrito por um Dr. nefrologista: http://www.medonline.com.br/med_ed/med1/preeclampsia.htm

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

homenagem da titia Shaienne

Homenagem que a tia Shana no fez no face pras minhas gringas lindas, a letra do Legião Urbana é perfeita. Te amo também Shana... obrigada por todo o apoio, sem vocês tudo seria muito mais difícil.


AMORES MEUS QUE ESTOU DIVIDINDO COM O PAPAI DO CÉU...
VÓ GUIGA E CECÍLIA... QUE SAUDADE BANDIDA... AMO VCS

Love In The Afternoon

É tão estranho
Os bons morrem jovens
Assim parece ser
Quando me lembro de você
Que acabou indo embora
Cedo demais...

Quando eu lhe dizia:
"Eu me apaixono todo dia
E é sempre a pessoa errada."
Você sorriu e disse:
"Eu gosto de você também."

Só que você foi embora
Cedo demais...

Eu continuo aqui
Com meu trabalho e meus amigos
E me lembro de você em dias assim
Dia de chuva, dia de sol
E o que sinto não sei dizer.

Vai com os anjos, vai em paz!
Era assim todo dia de tarde
A descoberta da amizade
Até a próxima vez...

É tão estranho
Os bons morrem antes
Me lembro de você
E de tanta gente que se foi
Cedo demais...

E cedo demais
Eu aprendi a ter tudo o que sempre quis
Só não aprendi a perder
E eu, que tive um começo feliz
Do resto não sei dizer.

Lembro das tardes que passamos juntos
Não é sempre, mas eu sei
Que você está bem agora
Só que este ano
O verão acabou
Cedo demais... — com Andrey Lopes e outras 10 pessoas.

domingo, 11 de agosto de 2013

Feliz dia dos pais





Ao melhor pai do mundo

Procurei frases, versos, dizeres pra homenagear o papai Alisson, mas não achei nada que demonstrasse o que vi nos 19 dias em que nossa pequena esteve com a gente.
O papai Alisson foi o primeiro rosto familiar que nossa pequena viu
... a primeira voz já conhecida por ela
... o primeiro toque de amor
... a primeira música escutada fora da barriga da mamãe foi cantada pelo papai
até  o primeiro beijo foi dado pelo papai.
A mamãe só foi conhecer a princesinha quase 24 horas depois do nascimento, pois não podia levantar da cama
...mas o papai já conhecia o cantinho da incubadora dela
... já conhecia o seu choro
... já sabia como acalma-la
... já conhecia os seus gostos e manhas
Enquanto a mamãe passava horas tirando leite pra alimentar a pequena
o papai ficava estas mesmas horas zelando pelo seu sono, conversava com ela, cantava pra ela, rezava com ela
E quando a mamãe chegava na UTI e via todas as outras mamães com seus bebês no colo
...lá estava o único papai com a dona Cecília no colo.

Sei que tudo que enfrentamos foi muito difícil, mas quero te dizer meu amor que eu não poderia ter escolhido pai melhor pra minha filha... dedicado, amoroso, paciente.
Em tantos momentos de desânimo e desespero de minha parte, quando ela chorava, quando ela ficava acordada e não queria dormir na hora sairmos da UTI, na hora de dormir longe dela e finalmente quando Deus levou-a de nós...  você estava sempre ali ao nosso lado nos consolando e nos dando um pouquinho dessa tua alegria de viver.
Sei também que muitas vezes tu tiveste e tens vontade de chorar, só não o fez pra não me deixar triste, mas quero que saiba que tenho muito orgulho de ti e assim como nós tivemos a chance de ter A MELHOR FILHA DO MUNDO, ela teve a chance de ter também o MELHOR PAI DO MUNDO!!!


Te amo... FELIZ DIA DOS PAIS

terça-feira, 30 de julho de 2013

Visita de amor

Uma visita de amor
 
As três crianças chegaram ao anoitecer. Tristes, traziam nos semblantes as dores choradas por horas.
De mãos dadas, adentraram o que lhes seria, a partir de então, o novo lar.
          A mãe havia partido no dia anterior, no rumo do Mundo Espiritual.
O Diretor da Instituição as recebeu e tentou acarinhá-las, desejoso de compensar-lhes o aconchego perdido.
Porque estivessem tomadas todas as camas, ele cedeu a sua para que as três pudessem dormir, naquela noite.
Ele próprio se acomodou, de forma improvisada, no mesmo quarto.
Adormeceram as crianças, abraçadas, num intuito de uma a outra darem proteção.
Na madrugada, algo despertou aquele homem. Abriu os olhos e percebeu um grande clarão próximo à cama dos pequenos.
Tentou erguer-se mas não conseguiu. Uma forma feminina, no meio da luz intensa, lhe disse: Não se mexa. Fique aí. As crianças estão bem.
E deteve-se, especialmente, ao lado do menor dos garotos. O mais desalentado daquele trio.
Durante algum tempo ali permaneceu. E o Diretor, cansado, acabou por adormecer outra vez.
Quando a manhã sorriu, entrando jovial pela janela, ele despertou os meninos.
Enquanto auxiliava o menorzinho a se vestir, percebeu que ele estava muito quieto. Depois, em certo momento, perguntou:
Senhor, minha mãe veio me visitar ontem à noite. O senhor viu?
O Diretor aconchegou a si o pequeno e consentiu:
Sim, meu filho. Eu vi.
                                             *   *   *
A morte não destrói os afetos, nem os relacionamentos.
Os que abandonam o corpo prosseguem, de onde se encontram, a velar pelos que permanecem na Terra.
Amores profundos se perpetuam e onde quer que haja um coração dorido de saudade, o ausente amado se faz presente.
Ninguém está só, no mundo, embora a pobreza dos sentidos nem sempre nos permita o registro dos amados.
Contudo, quando à mente nos assoma a imagem de quem realizou a grande viagem; quando a lembrança dos amores, repentinamente, nos emociona; quando a saudade embala recordações... acreditemos: os amores estão próximos.
São suas presenças que acionam nossos registros mentais e motivam esses quadros doces e acalentadores.
Quando isso ocorrer com você, feche os olhos, sinta o perfume do amor beijar-lhe a face, e agradeça a Deus pela dádiva do reencontro.
Depois, amenizada a saudade, enxugue o pranto, sorria e prossiga nas lutas, aguardando no tempo o reencontro definitivo, quando as sombras da morte igualmente o abraçarem.
 
 Redação do Momento Espírita, com história do cap. A visita da mãe a um órfão, do livro O estranho e o extraordinário, de Charles Berlitz, ed.Best Seller.
Em 29.7.2013.
 



Quem disse que seria fácil? Levantar da cama de manhã, tirar o pijama, comer, trabalhar, dormir... tudo é uma vitória. Porém não podemos desistir, devemos mostrar para os "amores ausentes" o quanto somos fortes e corajosos, pois eles estão sempre por perto nos guiando e nos iluminando. 
Sinto muita saudade das minhas gringas amadas!!! Amo vocês, vó e Cecília.   




domingo, 28 de julho de 2013

Até logo mais... não Adeus




Perdi meu filho! Perdi minha filha!

Estas são expressões lacrimosas de pais vestidos de dor, pela morte dos seus filhos.
A lógica humana pondera que os pais devam morrer antes dos filhos. Seria a ordem natural das coisas. - Comenta-se.
No entanto, a vida tem suas próprias diretrizes e não segue a lógica que se lhe tenta determinar.
Cada ser tem seu tempo certo de vida. Seu momento de partir.
Cada criatura traz, ao nascer, a programação que estabelece o quantum de anos deva transitar sobre a Terra.
Por isso, inúmeras vezes, partem antes os filhos do que seus pais.
Isso sem se falar das mortes que ocorrem por conta e risco da imprudência, dos desatinos, das inconsequências mundanas.
De toda forma, o  processo de separação pela morte é extremamente doloroso, na Terra.
Acostumados à vestimenta carnal, grosseira, impedidos de ver o mundo invisível, que nos cerca, choramos a ausência dos que nos disseram o grande adeus, na aduana da morte.
Chorando e lamentando, falamos de perda. Mas, como escreveu José Saramago: Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo.
Eis o ponto. Ninguém perde ninguém. Os filhos nos são confiados à guarda pela Divindade. Os pais nos são oferecidos como portos de segurança.
Cada pessoa que nos conquista a afeição pode permanecer conosco um tempo mas, bem poderá ser convidada ao retorno, antes de nós.
Compete-nos, portanto, estarmos preparados a fim de que não detenhamos as lutas porque alguém se foi. Não nos vistamos de crepe porque a morte arrebatou o ser amado do nosso lado.
Sobretudo não utilizemos palavras como perda, pois que o que se verifica é a ausência da presença física.
Os que partem prosseguem nutrindo por nós os mesmos sentimentos.
Se nos amam, envolvem-nos com seus abraços espirituais de forma constante. De onde se encontrem, trabalhando no bem, crescendo no progresso, nos enviam suas mensagens de luz.
Aguardam-nos, a cada noite, o desprendimento do corpo para dialogarem conosco mais intensamente. E nos abençoam as lembranças, fazendo-nos tudo recordar como um delicado sonho, ao despertar.
Alegram-se com nossas conquistas. Fazem-se presentes em nossas festividades e nos enxugam as lágrimas, nos dias de desolação.
Alimentam a nossa saudade com suas sutis presenças e, vez ou outra, espalham o perfume do seu amor, causando-nos doces emoções.
Incentivam-nos nas lutas de cada dia e aguardam, paciente e amorosamente, que os anos transcorram a fim de que se processe o reencontro.
Eles nos disseram Até logo mais, não Adeus.
Afetos ausentes. Não perdidos, nem desaparecidos.
Pensemos nisso e reformulemos nossos pensamentos e palavras.


Redação do Momento Espírita.
Em 02.04.2012.

A foto desta mensagem é um dos momentos em que esperava minha pequena na frente do hospital. As coisas não aconteceram como esperávamos, mas estamos sempre em oração que Deus e os bons amigos nos deem força e coragem nessa caminhada. Sei que combinamos tudo isso em outro plano, então gosto de pensar que vamos nos reencontrar outra vez. Te amamos "pintinha", tu foi e é nossa grande alegria.

" Tudo passa, tudo passará...
            E nossa história não estará pelo avesso assim, sem final feliz.
           Teremos coisas bonitas pra contar.
            E até lá, vamos viver
            Temos muito ainda por fazer
            Não olhe pra trás
            Apenas começamos.
           O mundo começa agora
           Apenas começamos."
(Legião Urbana)

sábado, 20 de julho de 2013

Oração para uma mãe que perdeu seu bebê



Anjo de Luz
(Mensagem para uma mães que perdeu seu bebê)

Mãezinha, se você pensa que seu bebe se foi...
Se você chora pela saudade que seu bebe deixou no coração...
e se pergunta, entre lágrimas: POR QUE MEU BEBE SE FOI?
Saiba que seu bebe não se foi...
Continua entre nós, de um jeito diferente.
Está vivo de um jeito diferente!
Com certeza do jeito perfeito, o jeito de Deus!
Não pergunte por que seu bebe já foi tão cedo...
Pergunte-se: por que ele veio?
Por que Deus teria dado este bebe a você?
O que seu bebe veio fazer entre nós?
Seu bebe veio porque tinha uma missão,
a missão de amar e ensinar a amar.
E a sua missão como mãe é a de amá-lo eternamente.
Seu bebe foi um raio de luz, uma mensagem de Deus.
Veio e se foi...
Mas sua passagem tão breve deixou tanto AMOR,
tanta SAUDADE, que seria impossível esquecê-lo!
Hoje mãezinha você só pode agradecer a Deus
por Ele ter enviado este presente para o seu ventre...
A vida de seu bebe vivida contigo,
mesmo que fosse por tão pouco tempo.
Faça esta oração e a paz reinará novamente
em seu coração:
Deus meu Pai, hoje eu sofro a dor da saudade.
A dor de não poder mais tocar neste Anjo de Luz.
Mas, mesmo entre lágrimas, te agradeço.
Obrigada por ter me permitido viver com meu bebezinho
tão especial, meu anjinho de luz.
Obrigada pelo tempo que ele passou comigo...
Dá-me hoje a generosidade de devolvê-lo a Ti.
Toma-o, Senhor,
Agora meu bebe é seu,
Inteiramente Teu...
Embora, continue sendo meu também.
Que meu bebe seja um Anjo de Luz entre eu e o Senhor meu Deus;
O mensageiro a levar minha oração ao teu coração de Pai.
Conforta-me Deus, me ensine
a aceitar a sua vontade, hoje e sempre.
Amém.